As práticas integrativas complementares (PIC) são cada vez mais utilizadas mundialmente. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PNPIC), preconiza a inserção e os fortalecimento dessas práticas, sobretudo na Atenção Primária à Saúde (APS). A PNPIC define Práticas Integrativas Complementares como diversos sistemas médicos complexos e recursos terapêuticos com a finalidade de estimular os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento de vínculos e na integração do ser humano com o meio ambiente ea sociedade. Neste sentido, o projeto tem como objetivo fomentar a participação de estudantes nestas práticas.

🚨Atenção Discentes, Docentes, Trabalhadores do SUS. Convidamos vocês para participarem do evento Rodas de Conversa sobre Práticas Integrativas e Complementares no SUS, no dia 26/09 teremos nossa segunda Roda com o tema: A Auriculorerapia como dispositivo terapêutico para a melhoria do cuidado

Universidade Federal da Paraíba

Departamento de Promoção da Saúde.

Centro de Ciências Médicas e da Saúde (CCM/CCS)

Email: contato@praticasintegrativasjp.com.br

Telefone: (61) 995497676 / (27) 98100-0511

___________________

Plataforma Digital - PICS Ano II: Ferramenta de suporte para as Práticas Integrativa e Complementares, nas Unidade Básicas de Saúde vinculadas a Residência de Medicina de Família e Comunidade